20/04/2015

Loja: Home Chicken

http://homechicken.pt/
https://www.facebook.com/HomeChicken.pt

Entregas em casa sem custo adicional



HomeChicken nasce da aposta no tradicional frango de churrasco português aliado a um serviço de entrega eficaz.
O frango mais cómodo e saboroso que você já provou.


Rua Santos Carvalho nº24 Loja C, 2725-176 Mem Martins
218.252.811 | 935.159.250

Vamos experimentar???


Anos 60 - Fabrica Comportel

Fabrica em Mem Martins, anos 60
'COMPORTELCompanhia Portuguesa de Elevadores
[actualmente Edifício OTIS - Estrada de Mem Martins, 7]
Foto fornecida por Gina Vidal

19/04/2015

[RTP] Vasco Palmeirim sobre Mem Martins [video]

No programa 'Sabe ou Não Sabe', na RTP1, o apresentador Vasco Palmeirim faz uma piada com o nome de 'Mem Martins', com um participante residente na vila...
[participação realizada em Entrecampos (Lisboa)]



OpiniãoAMM: Moving to the country

Texto Nelson Lucas
(Terapeuta. Coreografo. Bailarino)



"
Em dezembro de 2014, e após 11 anos a viver em Lx, decidi voltar à base: AMM"

Porquê? Na altura não fazia ideia porque....o que senti era que o barulho das ambulâncias e carros e autocarros, o cheiro das ruas, as energias de Lx estavam a "sugar-me". 
Mem Martins foi o local escolhido pois era onde estava a família...e a minha história.

entre São José e Ouressa
Hoje apercebo-me que também está a paz, os pássaros a chilrear all day, os amigos de sempre, o cheiro de Sintra....as caminhadas, os treinos de StreetWorkout em Ouressa, as aulas de Kung fu na Secundária Ferreira de Castro, os vários espaços verdes, os legumes Bio que mercados, vizinhos e amigos trazem até nós.
Encontrei também oportunidades de partilhar o meu trabalho: As consultas/aulas de DançaTerapia (Consciência Corporal através da Dança). A partilha de uma oficina onde faço Restauro e personalização de móveis.

Apresentar projectos culturais e desportivos que potenciem uma freguesia a mostrar o que de melhor tem: as pessoas e o ambiente.


Grato por me receberem de volta :)
Saudações Dançantes

Inquérito sobre mobilidade e a qualidade do transporte público


Inquérito sobre mobilidade e a qualidade do transporte público em Sintra, mais concretamente em Algueirão Mem-Martins e Rio de Mouro, a ser realizado por estudante universitária do Instituto Superior Técnico (IST)
Vamos ajudar, CLICA

https://docs.google.com/forms/d/1DNcekKYLHL4k0k_I0zwmiNEUlPCCQ7-Y_3pLw-y3QxA/viewform

17/04/2015

1 Milhão de acessos

Obrigado
Segundo o contador do ‘blogger’, no dia 17 de abril de 2015, o blog ‘Algueirão Mem Martins' atingiu 1 milhão de visitas…

Sabendo que esta contagem teve inicio o 1º dia deste blog [14 de setembro de 2008), isto significa o numero médio de visitas/visualizações é de 416 por dia… [media calculada hoje]

Muito obrigado a todos.

Festa de aniversário da Dínamo - 18abril

Festa de aniversário da Dínamo
18 abril 2015
Tapada das Mercês
Sábado 18 de Abril é dia de 7º aniversário da Dínamo! Vamos celebrar mais um ano que se passou e os novos desafios que vêm a seguir com uma festa na Casa da Juventude na Tapada das Mercês a começar às 14h45! Junta-te a nós e vem festejar!

O ano que passou foi um ano de mudanças, caras novas, muitos desafios e momentos marcantes que queremos relembrar. Para além disto queremos também olhar para as novas oportunidades de aprendizagem que vem aí e, claro, festejar os anos da Dínamo contigo!



Para além do bolo de aniversário [que não podia faltar!] vamos também ter a sessão ‘Próxima paragem…’ para apresentar-te as oportunidades de mobilidade e aprendizagem internacionais que a Dínamo tem para te oferecer já a partir das próximas semanas. Se queres desafiar-te, conhecer pessoas novas e outras culturas, expandir os teus horizontes pessoais e desenvolver novas competências e aprendizagens práticas vem saber mais sobre o Serviço Voluntário Europeu, os Intercâmbios Juvenis e as Formações Internacionais! Iremos ter a sorte de poder contar com o contributo de outros e outras jovens que já embarcaram nestas aventuras e que irão partilhar as suas experiências!
A seguir a esta sessão iremos começar a festa propriamente dita com um lanche partilhado [traz algo para partilhar! Tipo uns pasteis, batatas fritas ou alguma bebida], o bolo de anos e…uma surpresa!


16/04/2015

Mem Martins - As portas que abril abriu


Largo da estação da CP - Mem Martins
25 de Abril - 11h30m 
No âmbito das comemorações do 25 de Abril de 1974, a Junta de Freguesia em parceria com a Associação Cultural Byfurcação irá realizar um espectáculo teatral e musical, no Largo 25 de Abril (largo da estação da CP de Mem Marins), pelas 11h30m.


Esta iniciativa tenta conjugar episódios representados em paralelo do antes e depois, para que quem assista perceba a evolução desde o tempo do estado novo até aos dias de hoje. Os tons que dominaram as cenas, tanto a nível linguístico como em relação aos figurinos e adereços, mudaram consoante a época que está a ser representada. Todas as cenas serão acompanhadas por musicais figurativos do ano de 1974 até aos nossos dias.

O Sonho do Tomás

O Sonho do Tomás, é um projecto sonhado e criado em Algueirão- Mem Martins 





O Sonho do Tomás é poder ajudar o próximo.
Tudo começou com o primeiro livro infantil -Tomás vai ao Canil 
(Nov.2012) em que parte dos direitos de autor revertem para uma Associação de Animais .

Este livro ajuda os animais e tenta mudar mentalidades, (adoptar os animais em Canis em vez de comprá-los).
Nos eventos de apresentação deste livro  que ocorreram em bibliotecas, lojas e escolas temos feito recolhas de bens e alimentos ,para depois o "nosso "Tomás" (Mascote) entregar numa Associação .

Mas o Tomás quer ajudar mais e mais ...
Ele gostava que o seu lema chegue a mais e mais crianças...
E mostrar-lhes a importância de SONHAR e do TENTAR.

15/04/2015

Economico: Australianos investem dez milhões no cultivo de papoila em Portugal [video]



TPI Enterprises está a alargar a área de cultivo de papoila branca na região de regadio do Alqueva. O objectivo é extrair o ópio da planta para vender a farmacêuticas.

Quem passar na região de regadio da barragem do Alqueva pode ficar surpreendido com extensas plantações de papoila branca. A flor - que, quando aberta, dá um tom branco-azulado ao amarelo do Alentejo - vai passar a ser uma visão cada vez mais comum na planície alentejana. Os australianos da TPI Enterprises, um dos maiores produtores de papoila do mundo, está a apostar no cultivo da flor na região de regadio da barragem, num investimento que atinge os 10 milhões de euros. O cultivo visa a extracção do ópio da planta que, depois de transformado, é vendido a farmacêuticas e usado em medicamentos.
"Este foi o primeiro ano que plantámos papoila no Alqueva, em cerca de 700 hectares", revela, em declarações exclusivas ao Diário Económico, Jarrod Ritchie, presidente-executivo da TPI Enterprises. "No próximo ano esperamos duplicar ou triplicar a área de cultivo, para cerca de 2.500 ou até 3.000 hectares", garante o presidente-executivo da empresa.

No primeiro ano, o investimento foi de dois a três milhões de euros, admite Jarrod Ritchie. O modelo de negócio baseia-se na contratação de agricultores para plantar papoila branca, sendo que a TPI Enterprises compra a colheita. O responsável garante que há muita proximidade com os agricultores locais. E já reforçaram o investimento este ano.

"Além da expansão da área de cultivo, comprámos uma fábrica em Mem Martins que será usada para o armazenamento e para a primeira fase de processamento da papoila. Estimamos que o investimento seja de 10 milhões de euros este ano", garante o responsável.

O presidente da TPI Enterprises, aliás, mudou-se para Portugal há cerca de um ano para acompanhar de perto o projecto da empresa australiana na Europa. A estimativa é de que, em 2016, Portugal represente cerca de 15% do total da produção do grupo.

"Um dos requisitos para o cultivo da papoila é termos um bom terreno, acesso a água e boa irrigação", explica Jarrod Ritchie. "No Alqueva combinamos essa componente da água e do acesso a irrigação com um excelente clima. Estamos bastante satisfeitos com a decisão de investir em Portugal". Aliás, esta é a primeira incursão da empresa fora da Austrália, onde está presente em três regiões do país, nomeadamente na Tasmânia. Também aqui o modelo de negócio aplicado é o mesmo que em Portugal: a empresa compra a produção de papoila a agricultores locais.

Esta é a segunda empresa internacional a escolher a região do Alqueva para a plantação de papoila. A primeira foi a escocesa MacFarlan Smith, que já iniciou há dois anos a produção no Alentejo.
O ópio retirado das papoilas brancas já tem destino: será vendido a farmacêuticas, embora o presidente-executivo da TPI Enterprises não revele quais, alegando confidencialidade. O ópio da papoila está presidente em medicamentos como a morfina ou a codeína. Além disso, a empresa australiana também exporta semente de papoila para culinária mas esta variante não está a ser feita em Portugal.

Fonte: http://economico.sapo.pt/noticias/australianos-investem-dez-milhoes-no-cultivo-de-papoila-em-portugal_215919.html

12/04/2015

'Mem Martins Poente' - Imagem do projecto

A Urbanização 'Mem Martins Poente' construído nos terreno de uma antiga pedreira e antigo aglomerado de barracas clandestinas, é ainda hoje uma urbanização que  apresenta muitos problemas para os seus moradores e prédios inabilitados... 
...e neste post quero mostrar a comparação da representação tridimensional do projecto da urbanização [com campos de ténis, espaços verdes e a construção da Igreja de Mem Martins]

... e o que realmente está construído...
simplesmente prédios...

O local onde o urbanizador prometia a construção de campos de ténis, mantém se como terreno baldio...
... e o local onde inicialmente estava prevista a construção da igreja, foi recentemente requalificado para parque de estacionamento... 
... e a igreja está em construção do outro lado da rua.
É possível confiar/acreditar nos urbanizadores??
Aqui deixo um post que escrevi sobre esta Urbanização em janeiro de 2009


Zona do passado saloio de Mem Martins

Perdido entre a 'rua do coudel' e a 'estrada de Mem Martins' ainda conseguimentos encontrar imagens do antigo Mem Martins saloio...


... num urbanismo pensado na vida rural, as vias estreitas não conheciam alcatrão... e onde, ainda hoje, se sente o cheiro da ruralidade...
travessa Penedo do Mocho


... e onde o mármore negro de Mem Martins era utilizado como suporte das construções...
rua Penedo do Mocho
Estas ruas antigas ficavam situadas no antigo 'centro de Mem Martins' certamente desconhecido da maioria dos actuais habitantes da vila... [o centro social era no Largo do Ti Saloio]
...assim, quem quiser sentir o espírito do passado saloio de Mem Martins, basta virar à esquerda na estrada de Mem Martins, antes do 'Edifício da Vigia' e sentir pouco que ainda resta do passado rural...
aqui, virar à esquerda

[Jornal i] “Hip Hop Sou Eu” no Coliseu dos Recreios - 1 de Maio

O projecto que começou na internet muda-se para o palco. Um festival de um dia com nomes como Sam The Kid & Mundo Segundo, Jimmy P, Profjam, Grognation, entre outros
Há que trabalhar para chegar a algum porto. Seguro, audaz, interventivo, tudo adjectivos que inspiram o conceito “Hip Hop Sou Eu”, que leva ao Coliseu dos Recreios uma série de estrelas do universo hip-hop, tudo isto em Dia de Trabalhador. A 1 de Maio, a plataforma de difusão da cultura hip-hop reúne no mesmo palco gente com provas dadas e outras revelações de grande valor. Os bilhetes já se encontram à venda e custam 20€.

Grognation
Sam The Kid e Mundo Segundo unem esforços para uma pré-apresentação do novo disco, a editar em Setembro, onde vão apresentar duas ou três faixas. Momento especialmente aguardado entre os fãs do estilo, que há muito salivam por um álbum feito pelas maiores referências de hip-hop em Portugal. Também Jimmy P vai voltar a apresentar o seu mais recente disco “Fvmily F1rst”, trabalho com bastantes vendas até à data.

Já os Grognation, conjunto de Mem Martins que apresentam o seu novo EP, em estreia absoluta no Coliseu. Profjam, por sua vez, regressa com uma mixtape que não sendo nova – “The Big Banger Theory” é do início de 2014 – continua a ser uma conjunto de faixas presentes em inúmeras playlists por esse país fora. Também Dillaz, Tekilla, Bispo, Plutónio, MGDRV e DJ Madruga farão parte do conjunto de artistas que farão desta noite uma festa. É só estar atento e não deixar esgotar.

Fonte: http://www.ionline.pt/artigos/mais-musica/hip-hop-sou-eu-no-coliseu-dos-recreios-1-maio

11/04/2015

10/04/2015

Repavimentação da Rua Artur Bual e Rua Abel Manta em Mem Martins


No âmbito do Plano de Recuperação das Vias Rodoviárias em vário locais do concelho, a Câmara Municipal de Sintra está a realizar trabalhos de requalificação dos pavimentos rodoviários na Rua Artur Bual e Rua Abel Manta, em Mem Martins.
Esta intervenção consiste na beneficiação do pavimento numa área aproximada de 4550m2, estando garantidas as devidas condições de segurança no que respeita à circulação.
Os arruamentos intervencionados permitem a mobilidade e acesso aos Bombeiros Voluntários de Algueirão-Mem Martins, à Escola 2+3 Ferreira de Castro e Escola EB1/JI, à Unidade de Saúde Básica (instalada nas antigas instalações da Messa), aos moradores da Urbanização Mem Martins Poente e Urbanização da Beirobra e às futuras instalações da Igreja de Mem Martins.
Valor estimado:€ 36.900,00+IVA

09/04/2015

[Correio da Manhã] PSP detém dois homens por suspeita de roubo

Os homens são suspeitos de assalto com recurso a arma branca. 

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP anunciou esta quarta-feira a detenção de dois homens em Sintra, suspeitos de roubo, na sequência do cumprimento de um mandado de detenção. 

Em comunicado, a PSP informou que os homens são suspeitos de terem persuadido uma vítima até à sua residência, na zona de Mem Martins, onde, com recurso a arma branca, a obrigaram a entregar todos os bens (dois telemóveis e 50 euros em dinheiro). O homem de 24 anos ficou em prisão preventiva e o detido mais novo, com 17 anos, está sujeito a apresentações semanais na esquadra da sua área de residência. 

Ler mais em: 

07/04/2015

[RTP e Sábado] Recluso assaltava bancos nas saídas em precária


Um recluso que assaltava bancos à mão armada nas suas saídas em precária da prisão foi detido esta segunda-feira em flagrante pela Unidade de Contraterrorismo da Polícia Judiciária.

local da detenção
De acordo com o Correio da Manhã (CM), Mário Rocha estava detido na prisão de Vale de Judeus, em Alcoentre a cumprir mais de 20 anos de prisão pelos crimes de homicídio negligente, tráfico de droga e roubos, mas encontrava-se a terminar a sua pena. 


Segundo o CM, o recluso aproveitava as saídas em precária por bom comportamento para realizar os assaltos, que ocorreram quase sempre na Grande Lisboa. Foi no decorrer no seu décimo assalto que foi apanhado em flagrante em Mem Martins, Sintra. Mário Rocha planeava os seus assaltos com um telemóvel com acesso à internet e com a ajuda da namorada, que foi igualmente detida esta segunda-feira por suspeita de participação nos crimes 

06/04/2015

1ª Caminhada Solidária do Agrupamento de Escolas de Mem Martins

A 1º Caminhada Solidária do Agrupamento de Escolas de Mem Martins será dinamizada pela turma 12º CT2 da Escola Secundária de Mem Martins, que visa ajudar três instituições entre elas a Make-A-Wish Portugal. 
Data: 12 de Abril 2015
Local: Hotel Penha Longa, Sintra


- A inscrição de cada participante é de 2€ + um alimento.
- Cada participante tem direito a um seguro (por parte da Fuga Perfeita), a um lugar no coffee break, a um número para um sorteio de um fim de semana (para duas pessoas), oferecido pela INATEL e  1 garrafa de água 
- As inscrições podem ser feitas a partir do seguinte link:  http://goo.gl/forms/Gm6QKU9p1w .
Qualquer dúvida contactar para: caminhadasolidaria.aemm@gmail.com

05/04/2015

Teatro: Diálogos, de Miguel Castro Caldas

Grupo de Teatro Lordes do Caos, orgulha-se de apresentar: 
Diálogos, de Miguel Castro Caldas.

Dias 10, 11, 17, 18, 24 e 25 de Abril 
na Escola Secundária de Mem Martins pelas 21h30.


Reservas 965 151 529 | lordesdocaos@outlook.com



O diálogo é um monólogo disfarçado ou é o contrário que é verdade? Miguel Castro Caldas (um repetente nos PANOS, depois de nós numa corda para a edição de 2009) escreveu Diálogos para olhar o diálogo de frente, falar com ele, perguntar-lhe para que serve. E assim estudar a questão do Outro, da dificuldade do Outro: aquele que vem lá ao fundo e se aproxima, estrangeiro, terrorista, mas que num instante deixa de ser um ele e passa a ser um tu, e de repente fala a nossa língua, é nosso irmão ou primo, e estamos de novo enrodilhados de família. E eu, sou o que fala ou o que escreve?

CARTAZ: Joana Lacerda

OpiniãoAMM: Viver e Sorrir na Tapada das Mercês

Texto Nuno Azevedo
(activista e criador do projeto Amizade Animal)




Sou um habitante na Tapada das Mercês à 14 anos, mas apenas à 5 destapou-se-me a realidade que estava escondida por detrás do nevoeiro da rotina casa-trabalho, trabalho-casa da linha de Sintra. Vivo hoje orgulhoso de viver na Tapada, não pelas razões materiais é certo, no entanto, nunca tive tantas dúvidas e ao mesmo tempo esperança no futuro. É necessário perceber quem somos e onde vivemos e realizar-mos algum tipo de reflexão, porque sem diagnóstico, não há remédio que valha.

No caso da Tapada das Mercês, realidade que vivo mais por dentro do que por fora, à falta de concretização física e resolução moral sobre o que aqui aconteceu. No plano físico, as evidências contrastam brutalmente com as promessas "históricas" do urbanizador e que nunca se concretizaram. Em reuniões com a Câmara nos últimos 5 anos, nunca responderam às expectativas de quem viveu o sonho de comprar uma casa, o que normalmente é um investimento de uma vida. Por isso, o resultado é um diferencial, uma lacuna, um antes e um depois do que era e do que ficou. Por outro lado, temos vindo a assistir a uma mobilização enorme e com aspectos sociais de impacto positivo ao verificar que existem pessoas não contentes com o que aconteceu, mas que não lhes impediu de ter fé no que pode ser melhorado, e por isso arregaçam as mangas. 

Não obstante não terem obrigação de o fazerem, são dezenas de pessoas (chegaram a ser às centenas em iniciativas locais), que optam por realizar na Tapada e fora dela reuniões, iniciativas, discussões, convites ao público, etc no qual eu destaco a Associação de Moradores da Tapada por ter visto todo o seu trabalho desenrolar, mas do qual já não faço parte. E é aí que reside a minha esperança. Mesmo na dúvida do futuro, na dúvida do que não acontece e o tempo vai lembrando que parece não estar nada a acontecer, que assisto todos os dias na Tapada a pequenos milagres. As relações ficam mais fortes, e são testadas. As ideias refinam cada vez mais as acções. E o tempo que cada um viu ser investido em pequenos gestos para mudar e participar nas soluções na Tapada, abrem caminho a um sorriso, a uma esperança. E à luz no fundo do túnel. 

Viver na Tapada das Mercês passou a ser um investimento mais humano do que material, quer as pessoas que cá vivam o entendam assim ou não. E esse investimento pessoal e único, quando existe, não se mede em números ou em facções. Mede-se na capacidade de aprender em comunidade e viver com as ferramentas que temos. E não será que esse conhecimento é benéfico para toda as freguesias, para toda a comunidade de Sintra? Não será esta a melhor altura para apresentarmos ideias, construir pontes entre freguesias e conhecimentos e saberes, ampararmos, e sairmos deste poço sem fundo de estar a falar sobre o que consideramos errado, e antes sugerirmos o que queremos fazer de certo? 

A fazer-se algo em Sintra e nas freguesias, que se faça o melhor com quem sabe e com quem tem esse poder. Mas que inclua estar com as pessoas, com a dinâmica das organizações locais, com as necessidades do comércio, e que ao mesmo tempo se manifeste num real interesse público na forma e conteúdo.

02/04/2015

SIC Radical - Entrevista com GROGNation [video]

Entrevista com os Grognation, grupo de HipHop de Mem Martins, no programa Curto Circuito, na SIC Radical, realizada no dia 21 de janeiro de 2015


Tristany TimeOld lll ft. IceKilz - Futilidades (Bounds) [video]


[Jornal de Noticias] Utentes esperam horas pelos comboios em estações apinhadas

Na estação das Mercês, na Linha de Sintra, o JN constatou que às 9 horas, havia pessoas à espera de comboio há mais de duas horas.

"Não passou nenhum comboio, nem para Sintra nem para Lisboa. Estou à espera desde as 6.24" horas, disse ao JN uma utente da CP, Alexandra Baltazar, que esperava comboio para se deslocar para o trabalho nas Olaias, em Lisboa.

Fernanda Heitor, na mesma plataforma apinhada, falava ao telefone, a explicar porque estava atrasada. "Estou na estação e ainda não há comboio. De táxi? Quanto é que vou gastar de táxi?".

A interrogação ficou no ar quando a chamada terminou. Fernanda trabalha na Pontinha e pôs-se a fazer contas à vida, mas sem ver comboios a passar.

As bilheteiras estão fechadas e a estação das Mercês, constatou o JN, está a abarrotar de gente, muita indignada pela falta de serviços mínimos, que as deixa sem transporte e sem alternativa.